Este material é o resultado de uma liga metálica normalmente constituída de, aproximadamente, 85% de cobre, 10% de estanho e o restante de chumbo; tem a desejável propriedade de se expandir um pouco enquanto resfria, ressaltando todos os detalhes do molde. Podem ainda ser incorporados ao bronze: chumbo, alumínio e magnésio. Material que, polido, chega ao AMARELO OURO. É muito utilizado no campo da escultura, por  sua enorme resistência estrutural, facilidade de fundição e não corrosão frente às intempéries. Trabalha-se o bronze basicamente por fundição e por vazamento em molde refratário quando de cera perdida ou ainda em formas de areia. As grandes civilizações da antiguidade começaram a utilizar o bronze para a arte ao mesmo tempo que para a fabricação de armas como espadas e lanças.