Louça inglesa fabricada desde 1858 com decoração azul cobalto sobre branco, onde é “contada” a lenda chinesa do salgueiro (árvore sempre presente nessa louça): um mandarim expulsa sua filha de casa (representada pela ponte) quando descobre que ela está apaixonada por um carteiro. Além disso, roga-lhes uma praga: ao trocarem o primeiro beijo, eles se transformariam em 2 pombos (parte superior do prato). As peças mais antigas têm, no seu anverso, em letras azuis a palavra “Stradforshire” – fábrica inglesa responsável pelas primeiras tiragens dessa louça. Aparecem: aparelhos de jantar e de chá completos.