Metal cinza-claro mais duro e mais leve que o chumbo, já era mencionado nos tempos bíblicos: é um dos metais mais antigos conhecidos. O estanho é maleável em baixas temperaturas porém é frágil quando aquecido. É usado para produzir diversas ligas metálicas utilizados para recobrir outros metais para protegê-los da corrosão. No final do reinado de Luiz XIV a escassez de prata faz surgir na mesa de grandes senhores a baixela de estanho. As “MEDIDAS” ou canecas de estanho sempre foram utilizados para medir a quantidade de bebidas. No período vitoriano (século XIX) eram usados, apenas pelas classes operárias (bules, jarros, castiçais, pratos etc). Mais tarde, no movimento Arts & Crafs volta a ter prestígio, sendo utilizados como objetos de arte e utilitários. No período Art Nouveau ganha ainda mais força. Aparecem guarnições em estanho inclusive na famosa cristaleira francesa de Baccarat.