Termo originário do nome do vidreiro francês Émile Gallé, que desenvolveu uma técnica de decorar vidros em alto-relevo, soprado a fogo. A flora e os insetos são os motivos característicos da sua arte que, posteriormente, recebeu desenhos de inspiração egípcia. Émile Gallé destacou-se também pelo fabrico de móveis belíssimos, inspirados na natureza e obedecendo fielmente o estilo Art Nouveau.