Mary Alice Gregory: norte-americana, trabalhou de 1860 a 1905. Conjuntos de toucador, vasos, jarros e bacias, floreiras, perfumeiros, garrafas d’água, copos e caixas foram os objetos de sua preferência para receber a pintura muito característica de Mary Gregory. Impossibilitada de ter filhos, sempre pintou crianças da Era Vitoriana em esmalte branco e vidro moído sobre peças em vidros multicoloridos. O colorido dos vidros é variado: vermelho cereja, azul-rei, verdes e rosas. Também pode-se encontrar peças com pintura de pássaros em voo e barcos.  Os vidros utilizados por ela vinham da Bohemia, Inglaterra ou Itália. A irmã de Mary e possivelmente outras pessoas que ela tenha treinado a auxiliavam na pintura dos vidros. Muitos entusiastas deste tipo de arte em vidro continuaram (e continuam) a fazer “referência” a Mary Gregory. Estes vidros, entretanto, não possuem o valor dos vidros autênticos e são, gentilmente, designados da “Escola de Mary Gregory. Devemos considerar também o fato que este estilo de pintura foi muito imitada, copiada e também falsificada, pois tem bom valor no mercado internacional.