Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Cloisonné (lê-se cloazonê) é um tipo de arte BIZANTINA (na região da atual Turquia), muito antiga com a qual se confeccionavam, principalmente, jóias e artigos religiosos.  No século XIV passou a ser produzida na China. Trata-se de uma técnica onde tiras bem finas de metal (geralmente bronze, como fios), são colados numa superfície metálica, que pode ser cobre, formando um desenho quase sempre floral ou geométrico e aparecem cenas orientais também. Ocorre que se formam vários pequenos compartimentos, como favos, que depois são preenchidos com uma pasta de esmalte vitrificado com várias cores e que depois é comprimida, queimada em forno para o esmalte se fundir e depois o objeto é polido. Fios de outro e de prata também foram muito utilizados nesta técnica, além de pedras preciosas e vidro. Neste caso, as peças precisam ser cuidadosamente cortadas ou moídas no formato exato da cada cloisón (favo). A arte do cloisonné continua sendo utilizada até os dias de hoje e é apreciada no mundo inteiro por sua delicadeza e efeito tão peculiar e único.

Share This