Bronze (dicionário)

Bronze (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Este material é o resultado de uma liga metálica normalmente constituída de, aproximadamente, 85% de cobre, 10% de estanho e o restante de chumbo; tem a desejável propriedade de se expandir um pouco enquanto resfria, ressaltando todos os detalhes do molde. Podem ainda ser incorporados ao bronze: chumbo, alumínio e magnésio. Material que, polido, chega ao AMARELO OURO. É muito utilizado no campo da escultura, por  sua enorme resistência estrutural, facilidade de fundição e não corrosão frente às intempéries. Trabalha-se o bronze basicamente por fundição e por vazamento em molde refratário quando de cera perdida ou ainda em formas de areia. As grandes civilizações da antiguidade começaram a utilizar o bronze para a arte ao mesmo tempo que para a fabricação de armas como espadas e lanças.

 

Bombê (dicionário)

Bombê (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Termo francês que designa toda forma abaulada de acabamento (de barriga), bastante usada nos períodos de Luís XIV, da Regência e do Rococó, especialmente em cômodas e comodins. Hoje está presente também no design contemporâneo.

Boêmia (Bohemia) – dicionário

Boêmia (Bohemia) – dicionário

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Nome de um região histórica da Europa Central, que atualmente ocupa a parte ocidental e central da República Tcheca. É limitada a oeste pela Alemanha, a nordeste pela Polônia e ao sul pela Áustria. É uma região
famosa pelos seus artefatos de cristais (cristais da Boêmia) e também por suas cervejas.

Nota: Na língua checa não há distinção entre os adjectivos “boêmio” e “checo”.

Bico-de-pena (dicionário)

Bico-de-pena (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Arte: técnica de desenho sobre papel que permite ao artista usufruir facilmente do chamado “efeito fino-grosso” do traço. A bico de pena é um objeto metálico pequeno, com alguns centímetros de comprimento, que deve ser acoplado a um suporte ou haste. Quando a bico de pena é mergulhada na tinta, a tensão superficial faz com que ela se fixe nesse buraco, e então vá escorrendo pela canaleta até a ponta. Dependendo da pressão exercida, o traço varia de grossura e o resultado é muito belo.

Bibliocanto ou ampara-livros ou aperta-livros (dicionário)

Bibliocanto ou ampara-livros ou aperta-livros (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Peça em formato da letra L que serve para pressionar os livros, uns contra os outros, forçando para que os mesmos permaneçam de pé numa estante não inteiramente ocupada ou sobre uma mesa. Popularmente conhecido por “ampara-livros” ou “aperta-livros”.

Bergere (bergér) – dicionário

Bergere (bergér) – dicionário

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Tipo de poltrona, larga e profunda, de madeira, com partes estofadas, criada do início do século XVIII e que se tornou muito popular. Os braços são fechados lateralmente, formando uma espécie de “aba” na parte superior. O encosto é curvo e quase sempre tem uma almofada solta sobre o assento.

Ver Canapé

Ver Chaise-longue

Ver Conversadeira

Ver Marquesa

Ver Marquise

Ver Namoradeira

Ver Récamier

 

 

Bavária (dicionário)

Bavária (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Bavária = Baviera = Bayern

Antiga Alemanha. Bayern é como se chama, no idioma local, o estado alemão situado no sudeste do país, cuja capital é Munique. Bayern, no latim medieval, virou Bavaria.

Baquelite (dicionário)

Baquelite (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

O baquelite é uma resina quimicamente estável e resistente ao calor, que foi o primeiro produto plástico. Trata-se do polioxibenzimetilenglicolanhidrido. Foi inventada cerca de 1909 pelo Dr. Leo Baekeland, químico americano de origem belga. É resistente ao calor, infusível, forte, arde lentamente, podendo ser laminado e moldado na fase inicial da sua manufactura. Devido à dureza e durabilidade após arrefecimento, já que não pode voltar a ser moldado ou amolecido, foi considerado como material para fabrico de moeda durante a Segunda Guerra Mundial. Serviu também para fabrico de armamento, em grande escala. O baquelite é pouco usado atualmente em produtos de consumo corrente. Antigos produtos deste material, especialmente artigos de cozinha e brinquedos, tornaram-se artigos de coleção muito apreciados.

Azul Pombinho (dicionário)

Azul Pombinho (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Louça inglesa fabricada desde 1858 com decoração azul cobalto sobre branco, onde é “contada” a lenda chinesa do salgueiro (árvore sempre presente nessa louça): um mandarim expulsa sua filha de casa (representada pela ponte) quando descobre que ela está apaixonada por um carteiro. Além disso, roga-lhes uma praga: ao trocarem o primeiro beijo, eles se transformariam em 2 pombos (parte superior do prato). As peças mais antigas têm, no seu anverso, em letras azuis a palavra “Stradforshire” – fábrica inglesa responsável pelas primeiras tiragens dessa louça. Aparecem: aparelhos de jantar e de chá completos.

Aubusson (dicionário)

Aubusson (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Tipo de tapete da cidade francesa de mesmo nome que ornamentou Versalhes no século XVIII. Caracteriza-se por cores suaves e motivos clássicos, com grandes ramos de flores.