Cariátide (dicionário)

Cariátide (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Representação de figura humana, geralmente feminina, esculpida em fachadas e edifícios da Grécia antiga, a princípio com função de suporte. Modernamente , serve simplesmente como ornamentação.

Capitonê (dicionário)

Capitonê (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Decoração de móveis: acabamento criado no século XIX para sofás e poltronas formado pela fixação de botões, que dá uma sensação de alto e baixo relevo à textura do encosto e, às vezes, também do assento. Os botões espaçados fixam o “recheio” a partir do exterior, elaborando desenhos geométricos. Também conhecido como botonê.

Cão de Fó (dicionário)

Cão de Fó (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

O Cão de Fó  têm a aparência de leões de são os antigos cães sagrados da Ásia, que guardavam, e guardam, os templos budistas. As representações artísticas são variadas. O leão, na religião budista, é visto como sagrado, e por vezes tem sido oferecido ao Buda como um sacrifício. O nome dado a esses guardiões é originário da China. Os Cães de Fó podem ser encontrados já a partir de 200 a.C.

É importante ressaltar que o Cão de Fó também é conhecido como o Cão Celestial, e o Cão da Felicidade. O animal é um símbolo de energia e de valor, e é muitas vezes, a maioria delas, representado em casal. O masculino brinca com uma bola que simboliza a Terra, enquanto que o feminino se ocupa com um filhote.

O Cão de Fó era o protetor de edifícios sagrados e um defensor do direito. Os cães comumente eram colocados em instituições empresariais, portões dos templos, pátios de acessos, e quintais. Também não foi incomum ver estes cães guardiões sagrados guardando túmulos ou colocados na frente de prédios do governo para assustar maus espíritos. Por isso eles têm um aspecto ameaçador. Os Cães de Fó se apresentam de muitas formas, tamanhos, materiais diferentes, e cores. Seus rostos têm um ar brincalhão, mas um olhar quase diabólico.

 
Canapé (dicionário)

Canapé (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Sofá francês criado no século XVIII tendo por característica principal um longo assento com encosto. Originalmente era com tapeçaria. Posteriormente foram (e são) feitos modelos com palhinha ou simplesmente vazados. Sua estrutura é delgada e os braços normalmente não dispõem de estofamento.

Ver Bergér

Ver Chaise-longue

Ver Conversadeira

Ver Marquesa

Ver Marquise

Ver Namoradeira

Ver Récamier

 

Bronze (dicionário)

Bronze (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Este material é o resultado de uma liga metálica normalmente constituída de, aproximadamente, 85% de cobre, 10% de estanho e o restante de chumbo; tem a desejável propriedade de se expandir um pouco enquanto resfria, ressaltando todos os detalhes do molde. Podem ainda ser incorporados ao bronze: chumbo, alumínio e magnésio. Material que, polido, chega ao AMARELO OURO. É muito utilizado no campo da escultura, por  sua enorme resistência estrutural, facilidade de fundição e não corrosão frente às intempéries. Trabalha-se o bronze basicamente por fundição e por vazamento em molde refratário quando de cera perdida ou ainda em formas de areia. As grandes civilizações da antiguidade começaram a utilizar o bronze para a arte ao mesmo tempo que para a fabricação de armas como espadas e lanças.

 

Bombê (dicionário)

Bombê (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Termo francês que designa toda forma abaulada de acabamento (de barriga), bastante usada nos períodos de Luís XIV, da Regência e do Rococó, especialmente em cômodas e comodins. Hoje está presente também no design contemporâneo.

Boêmia (Bohemia) – dicionário

Boêmia (Bohemia) – dicionário

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Nome de um região histórica da Europa Central, que atualmente ocupa a parte ocidental e central da República Tcheca. É limitada a oeste pela Alemanha, a nordeste pela Polônia e ao sul pela Áustria. É uma região
famosa pelos seus artefatos de cristais (cristais da Boêmia) e também por suas cervejas.

Nota: Na língua checa não há distinção entre os adjectivos “boêmio” e “checo”.

Bico-de-pena (dicionário)

Bico-de-pena (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Arte: técnica de desenho sobre papel que permite ao artista usufruir facilmente do chamado “efeito fino-grosso” do traço. A bico de pena é um objeto metálico pequeno, com alguns centímetros de comprimento, que deve ser acoplado a um suporte ou haste. Quando a bico de pena é mergulhada na tinta, a tensão superficial faz com que ela se fixe nesse buraco, e então vá escorrendo pela canaleta até a ponta. Dependendo da pressão exercida, o traço varia de grossura e o resultado é muito belo.

Bibliocanto ou ampara-livros ou aperta-livros (dicionário)

Bibliocanto ou ampara-livros ou aperta-livros (dicionário)

Fotos meramente ilustrativas no nosso DICIONÁRIO DE ANTIGUIDADES. Não fazem parte do nosso acervo!

Peça em formato da letra L que serve para pressionar os livros, uns contra os outros, forçando para que os mesmos permaneçam de pé numa estante não inteiramente ocupada ou sobre uma mesa. Popularmente conhecido por “ampara-livros” ou “aperta-livros”.